Destinos 2016

Me divertindo tanto lendo essa pesquisa de viagem que decidi compartilhar com vocês. Quem sabe inspira sua escolha de próximo destino para as férias. O Skyscanner, líder global em passagens aéreas, hotéis e aluguel de carro, em parceria com a astróloga Maína Mello, preparou uma lista a partir do levantamento dos 12 destinos que serão tendência em 2016 e que mais combinam com os 12 signos do zodíaco.

Olha só as sugestões!

Aucklanda na Nova Zelândia para os geminianos

Aucklanda na Nova Zelândia para os arianos

ÁRIES – Os enérgicos arianos terão um ano super estimulante para o seu gosto pela aventura. Isso significa que estarão dispostos a ir ainda mais longe. Neste sentido, a Nova Zelândia se revela o seu destino a desbravar. As lindas paisagens que são cenário de cinema podem ser exploradas com vigor, há montanhas a escalar, glaciares a atravessar e mares a navegar. Mas há também a cosmopolita Auckland para entreter com um apelo mais urbano. Um novo horizonte se revela para os arianos.

Santiano, no Chile

Santiano, no Chile

TOURO – Touro gosta sobretudo de conforto. Para a viagem ser realmente gostosa, o clima precisa ser agradável, as acomodações aconchegantes e as atrações, saborosas. Por tudo isso Chile é um destino que tem tudo para agradar aos taurinos. Além da beleza sofisticada da capital Santiago, a geografia das cordilheiras, dos lagos andinos e do deserto do Atacama é calmante. E tem ainda as maravilhosas vinícolas convidando à degustação pra viagem ficar ainda mais sensual.

Ilha de Malta, no Mar Mediterrâneo

Ilha de Malta, no Mar Mediterrâneo

GÊMEOS – A curiosidade geminiana está sempre procurando por algo singular e a pequenina ilha de Malta, no Mediterrâneo, tem um apelo duplo: além do mar esmeralda tem uma história multifacetada que se reflete na arquitetura construída pelos diversos povos que passaram por ali. O detalhe significativo fica por conta de seu idioma exclusivo, o maltês, que é árabe na gramática, latino no vocabulário e ainda adota diversas palavras do léxico inglês, a outra língua oficial do governo. Os comunicativos Gêmeos estão sempre de ouvidos atentos ao que há de diferente.

Havana, Cuba, a cara dos cancerianos

Havana, Cuba, a cara dos cancerianos

CÂNCER – O signo da memória tem especial apreço pelo cultivo do patrimônio histórico-cultural. Mas quando além de tudo a rotina de um lugar parece ter parado no tempo o destino se torna ainda mais especial. Neste sentido Havana, a capital de Cuba, tem tudo para ser uma viagem dos sonhos para os nativos de Câncer. Lá eles podem caminhar pelas vielas antigas, ouvir e dançar sua música original tocada pelos próprios e eternos compositores e ainda se inspirar na promessa da revolução.

Fernando de Noronha, Pernambuco

Fernando de Noronha, Pernambuco

LEÃO – Por que o arquipélago de Fernando de Noronha para o signo de Leão? Porque é considerado um dos mais belos destinos do mundo, porque em solo brasileiro é o destino mais caro e exclusivo, protegido pelo governo e de acesso limitado. O clima generoso, as paisagens exuberantes e o contato direto com a vida animal em terra e mar fazem de Fernando de Noronha o paraíso que os leoninos tanto procuram para se estirar ao sol durante dias (quase não chove!), enquanto se alimentam da mais pura energia.

Lago Azul, Bonito, Mato Grosso do Sul

Lago Azul, Bonito, Mato Grosso do Sul

VIRGEM – Virginianos até podem gostar dos destinos mais urbanos com apelos culturais, mas gostam mesmo é da natureza. E a fauna e a flora de Bonito, no meio do pantanal mato-grossense, é a mais rica desta lista de destinos tendência para 2016. Para quem curte a excitação do esporte, em Bonito é possível praticar rapel e arvorismo. Para quem prefere mergulhar com mais tranquilidade, há as grutas de estalactites. A viagem inclui caminhadas por trilhas ecológicas e cachoeiras com acompanhamento de guias credenciados e total responsabilidade ambiental, bem ao modo virginiano.

Praia na República Dominicana, paraíso caribenho

Praia na República Dominicana, paraíso caribenho

LIBRA – Libra está sempre em busca de sofisticação. A República Dominicana oferece o melhor do caribe: o exotismo de seu povo receptivo e caloroso, belas praias, muita dança ao som do merengue, drinks coloridos, grandes hotéis, campos de golfe e cassinos. Para confirmar o apelo estético da ilha, a top Gisele Bundchen tem casa lá. O Caribe é aquele lugar para o qual preparar a mala de roupas é quase que um dos atrativos da viagem. Para Libra não há viagem melhor do que aquela em que pode se divertir por se vestir bem.

Varsóvia, Polônia

Varsóvia, Polônia

ESCORPIÃO – A busca escorpiana pelos mistérios pode se interessar pelo astral profundo da Polônia. As cicatrizes da segunda guerra mundial e da decadência dos tempos soviéticos ainda estão presentes na alma de seu povo, mas o país foi todo reconstruído e partes das cidades de Varsóvia e Cracóvia são consideradas Patrimônios Mundiais da Humanidade pela UNESCO. No interior, cidades medievais, estâncias termais, resorts de inverno e reservas naturais atraem peregrinos e turistas interessados em desvendar seu passado.

Bangkok, capital da Tailândia

Bangkok, capital da Tailândia

SAGITÁRIO - Sagitarianos estão sempre dispostos a ir mais além que todo mundo e a tailandesa Bangkok, em plena Ásia, tem a aura mística que tanto gostam. A princípio um hub internacional, a cidade é pulsante, mistura construções antigas e pobres com um charme meio veneziano, já que seu rio Chao Phraya, que corta a cidade, ainda é utilizado como meio de locomoção. Mas o que mais impressiona é a devoção de seu alegre povo ao budismo, os muitos templos fazem parte de seu roteiro turístico.

Ilha de Boipeba, Bahia

Ilha de Boipeba, Bahia

CAPRICÓRNIO - Sempre tão trabalhadores, os capricornianos estão em um momento astral que pede mais contemplação e relaxamento. As praias do sul da Bahia são perfeitas para essa entrega ao tempo ocioso que tanto precisam para recarregar as baterias. Dá para escolher apenas uma praia e mergulhar fundo ou dá para passear por várias de carro. Mas destinos como Trancoso, Itacaré, Boipeba e Caraíva pedem desligamento total das responsabilidades mundanas até chegar a uma outra dimensão da existência.

Praia_de_Copacabana_-_Rio_de_Janeiro,_Brasil

Rio de Janeiro é sempre um bom destino

AQUÁRIO – Não adianta que os aquarianos não conseguem ficar parados por muito tempo, por mais que gostem de natureza precisam também de estímulo cultural e conexão wi-fi. Por isso o Rio de Janeiro continua sendo lindo. Tem praia, samba, boemia e eventos ao ar livre para todos os gostos e é o lugar que dá para fazer novos amigos.

Balneário Camboiú, Santa Catarina

Balneário Camboiú, Santa Catarina

PEIXES – Os peixinhos estão sempre em busca da água e Balneário Camboriú é o que há de melhor no sul do Brasil. Além das praias maravilhosas, a cidade tem uma intensa vida noturna frequentada por gente jovem e radiante. Por sua proximidade com outros belos points de surfe e mergulho ao redor, é o lugar perfeito para ser o centro de uma aventura pelos mares do sul.

Rhodia no MASP

Moda e arte possuem uma relação profunda e muito criativa. Uma alimenta a outra. Diversos estilistas já fizeram coleções inferiras inspiradas em obras de arte. São universos que se alimentam. E poder observar isso de perto, dentro da história da moda brasileira é muito especial. É possível fazer isso indo ver a Exposição sobre a Rhodia, no MASP, em São Paulo. Em cartaz desde 23 de outubro até 14 de fevereiro de 2015, ela exibe o acervo completo de vestuário da Rhodia do museu, com roupas criadas a partir da colaboração entre artistas e estilistas na década de 1960. 

  
  
Uma lição viva da história. A coleção de 79 peças, selecionadas por Pietro Maria Bardi (1900-1999), diretor-fundador do museu, foi doada em 1972 pela Rhodia. A indústria química francesa promovia seus fios sintéticos no Brasil por meio de desfiles-show, editoriais e coleções de moda, numa estratégia desenvolvida por Lívio Rangan (1933-1984), visionário gerente de publicidade da empresa. Os desfiles-show, realizados entre 1960 e 1970, pareciam mais espetáculos e reuniam profissionais do teatro, da dança, música e das artes visuais. 

   
 Na época os tecidos sintéticos eram uma completa novidade para o país cuja tecelagem er a dominadas pelos fios naturais. Entre os muitos artistas que colaboraram com a Rhodia na exposição é possível ver criações de Willys de Castro (1926-1988), Hércules Barsotti (1914-2010), Antonio Maluf (1926-2005), Waldemar Cordeiro (1925-1973) e Alfredo Volpi (1896-1988); com a abstração informal, como Manabu Mabe (1924-1997) e Antonio Bandeira (1922-1967); com referências populares brasileiras, como Carybé (1911-1997), Aldemir Martins (1922-2006), Lula Cardoso Ayres (1910-1987), Heitor dos Prazeres (1898-1966), Manezinho Araújo (1910-1993), Gilvan Samico (1928-2013), Francisco Brennand e Carmélio Cruz; e outros associados a uma vertente da arte pop.

   

  

Sempre um artista desenvolvia a estampa é um estilista criava uma roupa a partir dela. Algumas são bem de época , outras mostram uma atualidade surpreende. Todas muito criativas e exuberante. Imperdível ! 

  

Paraíso da arte contemporânea

Minas Gerais guarda um tesouro. Não é alguma reserva de ouro ou pedras preciosas, mas sim um dos museus mais respeitados do mundo em termos de arte contemporânea brasileira. Inhotim, se você nunca ouviu falar precisa conhecer. O museu ao céu aberto fica localizada na pequena cidade de Brumadinho, a aproximadamente 60 km de Belo Horizonte. Chegasse lá de carro em um pouco mais de 1 hora.  

o verde de Inhotim e ao fundo uma das obras mais famosas do lugar assinada por Hélio Oiticica

 

 

obras de Tunga exibida em sua galeria

 
O local está instalado em uma grande reserva ambiental, cercados por jardins e lagos muito bem preservados. Nesse espaço espalham-se mais de 20 galerias e outras dezenas de obras de arte distribuídas nos ambientes verdes. Inhotim foi concebida pelo empresário Bernado Paz, que começou a adiquirir a propriedade nos anos 80, mas só em 2006 abriu ao público para visitação de seu acervo. Por lá , a questão não é só ver obras mas interagir com elas. Cada galeria, ou pavilhão ( que são por si só são belos edifícios arquitetônicos) possui uma temática ou é dedicada a um artista específico como Adriana Varejão, Tunga, Miguel Rio Branco, Cildo Meireles, Hélio Oiticica todos grandes nomes das artes plásticas. 

  

obras de Adriana Varejão

 

Por exemplo em alguns pavilhões você é convidado a tomar banho de piscina , parar para ouvir vozes de um coro inglês, escrever nomes com letras de cerâmica, brincar com instalações de madeira ou caminhar por dentro da mata atraído pelo som de uma queda d’Água, mas que na verdade leva a um grande cubo metálico. Ou mesmo ouvir o som do centro da terra. Os artistas tiveram liberdade para criarem o que bem entendesse. São tantas experiências que qualquer relato é pequeno diante da grandiosidade de Inhotim.   

uma das salas do artista Cildo Meireles

esculturas de Edgard Souza

 

O museu ainda conta com programação especial de shows, restaurantes, lanchonetes e loja para aquelas lembrancinhas. Tudo muito bem organizado. Minha dica é que você reserve dois dias para poder ver tudo, se esse for seu interesse. Pegue seu mapa na entrada e escolha no primeiro dia a rota que se pode fazer a pé e no segundo privilegie as direções mais afastadas com a ajuda de um carrinho do próprio museu. As rotas são divididas em 3, amarela,laranja e roxa. Comece pela amarela mas fácil de fazer a pé. Eles abrem nos fins de semana das 9:30 às 17:30, durante a semana até às 16:30. Instrutores estão em todos os cantos para orientar. O ingresso quando fui custava R$ 40 (inteira) , um passaporte por dois dias custa R$ 75 e para pegar um carrinho em pontos específicos , que te levam aos espaços mais distantes , se paga R$ 20 extras. Para mais informações viste esse link !  

um dos espaços mais impactantes é o pavilhão dedicada a Miguel Rio Branco com fotos e vídeos , inclusive feitos no Pelourinho nos anos 80

 

Por Leo Amaral

Carregar Mais