Xadrez para eles

A gente já falou da força do xadrez nessa temporada. Além dos posts aqui no site, já abordei o tema no Mosaico, no jornal Correio e durante o  Barra Fashion Days, evento que estou pilotando toda quarta-feira no shopping Barra. O curioso é que essa padronagem que  já foi símbolo de nobreza ( vestia os clãs na Escócia) e caiu no gosto popular, muito por conta do movimento grunge nos anos de 1990, já tomou conta dos looks dos homens baianos em suas muitas versões.

look 1 certo

A turma masculina recebeu bem  a tendência e mesmo aqueles que não fazem a linha lumbersexual investiram em pelo menos uma peça no estilo para compor o look do dia. Bom exemplo é o estudante de publicidade Matheus Almeida que optou por uma camisa bem descolada e combinou com uma calça básica preta. O tênis é um bom artefato para imprimir casualidade, em um contraponto perfeito com a camisa mais sofisticada. Chamamos de Hi-lo essa mistura.

look 2

Outra produção bem irreverente vem do músico Juliano Oliveira. Ele optou por combinar a camisa com a padronagem com uma bermuda jeans bem moderninha, fugindo da calça do mesmo estilo, que geralmente é a primeira opção. O chapéu é um outro elemento capaz de reinventar um visú rapidamente, imprimindo atitude ao look escolhido.

look 3

O estudante George Fortaleza selecionou o marsala como tom destaque para elevar a produção. A cor impressa na calça foi a eleita pela Pantone, empresa especializada em catalogar e padronizar as cores, como a tonalidade de 2015. No visú casou perfeitamente com a camisa xadrez, uma vez que dialoga bem com os tons em vermelho e bege da padronagem.

Terceira noite do Barra Fashion Days

Mais uma semana, mais um encontro do Barra Fashion Day. Dessa vez o encontro fashion aconteceu na área do L2. Ontem a noite, dia 22 de abril, foi a vez de bater um papo com a produtora de moda Tininha Viana, uma referência nessa área, sobre duas tendências para o inverno: o militarismo e o novo tricô. Exatamente como foram apresentados nas duas semanas anteriores, primeiro rolou um pocket desfile de quatro looks e depois a interação com o público.

IMG_5206

Com a Tinhinha Viana no início de nosso bate-papo

O verde escuro, cinza, preto, coturnos e peças com aplicações que lembram brações e insígnias de patentes militares são itens charmes para incorporar essse clima army no guarda-roupa de inverno. O bacana fica por conta de acrescentar elementos mais femininos como vestinhos, saias e abusar dos acessórios.

IMG_5210

Já esse “novo tricô” nada mais é que uma reinterpretação desse clássico invernal. Ele ganha mais sofisticação com aplicação de pedrarias, cristais, proporções mais oversized, materiais leves, tramas mais abertas perfeitas para o nosso clima ameno e também efeitos metalizados. Vale super a pena investir um.

IMG_5217

IMG_5222

IMG_5230

E semana que vem, dia 29 de abril, chegamos ao último encontro do Barra Fashion Days de inverno. O meu convidado será o querido produtor de moda Leo Amaral, meu parceiro de trabalho e esteve nos bastidores de todos esses encontros. Falaremos sobre o sportwear e o normcore, no L1, a partir das 19h00. Imperdível! Quero convidar todo mundo para ir lá e participar. Nos vemos na próxima quarta.

Fotos: Thiê Andrade

Attimo

Na minha última viagem para São Paulo fui em um restaurante que rolou muito sentimento. Por isso, hoje compartilho com vocês a dica. Chama Attimo – que em italiano quer dizer- MOMENTO. O restaurante faz uma fusão da gastronomia italiana com a culinária típica do interior paulista. O chef Jefferson Rueda foi criado na roça e viu seus avós italianos adaptarem as receitas da família usando ingredientes brasileiros, o resultado é a chamada cozinha ítalo caipira.

resto

Os pratos são de comer rezando! Provei um clássico da cozinha italiana, o nhoque de batata ao molho de tomate e pecorino trufado. Basta provar para entender  que o chef tem currículo primoroso, morou na França, onde estudou no Le Cordon Bleu.

nhoque

Já meu marido Arnaldo fugiu do tradicionalismo e optou por um leitão delicioso servido com feijão tropeiro, ovo, banana e couve. Um mistura que vale a pena conferir. No quesito vinho, você também não sai decepcionado. Uma adega enorme na parte de cima da casa, abriga rótulos dos mais diversos. Afinal, nada como degustar essas tentações ao lado de uma boa taça.

comida

Carregar Mais