Dragão Fashion Brasil – escolhas do primeiro dia

A 15a edição do Dragão Fashion Brasil começou na noite desta quarta-feira (23), chamando para Fortaleza as atenções de quem gosta de moda e está a fim de algo diferente. Com foco no conceitual, o evento montou uma programação com 40 desfiles de marcas de várias vertentes, unindo veteranos, como Mário Queiroz, e novos talentos, como os baianos Aládio Marques e Jeferson Ribeiro, que apresentaram suas coleções ontem no Instituto Dragão do Mar, sede do evento.

A gente curtiu muito a fluidez dos looks presentes em alguns dos desfiles de ontem. Aládio usou  recortes que deixaram seus vestidos, saias e tops cropped convidativos para um dia quente (desses que fazem a gente esquecer em que estação do ano está).

ALADIO MARQUES_FOTO DIVULGAÇÃO (2)

ALADIO MARQUES_FOTO DIVULGAÇÃO (3)

ALADIO MARQUES

Jeferson também apostou no movimento fluido de vestidos, saias e calças pantalona, ambos de comprimento mídi, contrapostos, em alguns momentos, à rigidez de casacos e máxicoletes.

JEFERSON RIBEIRO_FOTO DIVULGAÇÃO (2)

JEFERSON RIBEIRO_FOTO DIVULGAÇÃO (1)

JEFERSON RIBEIRO_FOTO DIVULGAÇÃO (5)

A gente curtiu também a pegada indígena geométrica esportiva de João Sobarr. O estilista sobre misturar bem todas essas tendências e criou uma coleção bonita, feminina, elegante, desejável. Ele foi até a Ilha de Marajó e de lá trouxe os desenhos marajoaras, transformados em estampas.

joao sobarr3

joao sobarr2

joao sobarr

Gabriela Cruz, de Fortaleza (a jornalista viajou a convite da organização do Dragão Fashion)

Gypsy

Fazer a linha cigana urbana está valendo também neste Inverno. O estilo gypsy conquista as fashionistas propondo uma moda de muitas sobreposições, vestidos longos e fluídos e  tecidos com aplicação de pedrarias ou bordados, além de muitos acessórios. Tudo isso norteado por um clima libertário, fazendo jus a uma vida nômade, reflexo de um mundo 100% globalizado.

Têca coleção Outono Inverno

Têca coleção Outono Inverno

Para entrar no clima de Inverno, prefira uma paleta de tons mais escuros, pois dialogam bem com a estação. Mas não podemos abrir mãos também das cores mais vibrantes, inerentes a estética do povo cigano.

porai 071

Acessórios também são fundamentais para fidelizar o estilo. Colares, muitas pulseiras, e anéis e maxi brincos são capazes de deixar a produção bem antenada. Outra peça tem que ter no estilo são as medalhinhas. Presas em colares, customizadas em shorts, trazem a tona a estética desejada

les-styles_estilo-gipsy-chamada

gipsy-style-11

Mas nem só de vestidos longos vive o estilo Gypsy. Você pode eleger combinações trendys usando tomara que caia mais saia longa, tricots, coletes, chapéu de aba larga ou eleger um headband hype para chamar de seu. O importante é soltar a cigana que têm em você e mandar ver nas combinações.

gypsy junkies fashion 966

 

Dragão Fashion começa hoje em Fortaleza com desfiles de estilistas baianos

Começa hoje, em Fortaleza, uma das temporadas de moda mais criativas e movimentadas do país. O Dragão Fashion Brasil (DFB), em sua a 15ª edição, mantém o compromisso de destacar a moda autoral e faz isso através de uma programação intensa, composta por 41 desfiles, dezenas de workshops, oficinas e palestras, distribuídos em quatro dias.

As coleções serão apresentadas em três salas montadas no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, na capital cearense. A Sala Negra será reservada para grandes nomes da moda nacional e internacional, como o baiano Vitorino Campos, além de Mário Queiróz, Lino Villaventura, Ivan Aguilar e da grife de beachwear Água de Coco por Liana Thomaz.

perfil-vitorino-campos

Vitorino Campos

A Sala Quartzo ficará com as marcas jovens, já a Sala Branca, em formato de arena, reunirá a novíssima geração de criadores, que leva o selo Aposta DFB, e a Seleção Nordestina, formada por estilistas com trabalhos focados nas raízes nordestinas.

 

A BAHIA NO DRAGÃO

Além de Vitorino, mais três baianos estão no line up dessa edição do evento: Em sua segunda participação no DFB, Aládio Marques vai apresentar logo mais, às 19h30, looks femininos inspirados nas descobertas marinhas do cientista Ernst Haeckel.

1488711_698604966856330_1499698286_n

Aládio Marques

Às 21h, é a vez de Jeferson Ribeiro – também pela segunda vez no evento – levar a coleção Libelo para a passarela. A partir do mote “a politização do corpo e o direito de usá-lo para nos expressar” uniu elementos da obra do arquiteto Vilanova Artigas e do poeta-ativista Carlos Marighella, ambos atuantes contra a repressão durante a ditadura militar.

1382284_10202302656676168_1244903577_n

Jeferson Ribeiro

Amanhã, às 18h30, será a vez de Carol Barreto mostrar Fluxus V15, uma coleção que trata do legado da Diáspora Africana, propondo uma provocação sobre os valores sociais da contemporaneidade.

1014295_783796914977478_1777889333566099683_n

Carol Barreto

E TEM MAIS

Sob a batuta do diretor criativo Claudio Silveira, o DFB discutirá o universo do vestuário também fora da passarela através do projeto Dragão Pensando Moda, fruto da parceria do evento com o Senac/CE. Uma das palestras mais aguardadas será a da fotógrafa finlandesa Liisa Jokinen, que abre as discussões com o tema Sreet style e Moda bem sucedida em Mercados Alternativos.

O DPM conta ainda com duas mesas redondas sobre moda contemporânea brasileira e economia criativa e cursos, como os de acessórios com fios e texturas e origami em tecido, e o de inteligência competitiva na moda, entre outros.

A cobertura completa do evento, você confere aqui no site.

Gabriela Cruz

Carregar Mais